Buscar

Como agir frente aos problemas do Mundo?

Vamos resolver o problema do mundo? Você já deve ter ouvido ou pensado sobre como fazer isso. Provavelmente desistiu quando viu que o mundo tinha problemas demais ou que você não sabia dizer exatamente qual era o problema central. Será a política? Capitalismo? Desigualdade social? Preconceitos? Impacto ambiental? Consumismo? Egoísmo? O que será?


Será que podemos resumir em apenas um problema? Ou podemos, ainda, inverter a lógica, pensando se o mundo, na verdade, não tem nenhum problema. A primeira vista essa ideia pode parecer absurda, mas, se nos aprofundarmos nessa linha de pensamento, ela talvez se torne uma possibilidade. Vejamos:


De acordo com o dicionário Michaelis, a definição de problema é: “Pessoa, coisa ou situação que causa incômodo ou preocupação.”, ou seja, é algo que incomoda e que buscamos resolver. Considerando essa definição, passamos a nos questionar se o capitalismo é um problema para os capitalistas. O egoísmo é um problema para os egoístas. Se o racismo é um problema para os racistas. Ou mesmo se a escravidão era um problema para os escravocratas. Temos que admitir que a resposta é não! Somos levados a concluir que uma determinada situação só é um problema para quem se sente incomodado ou preocupado com aquela questão. Se parece confortável e normal, não é um problema por mais que essa situação cause sofrimento em outros seres! Podemos, a partir disso, inferir que aquilo que é um problema para um, pode não ser para outro, sendo a sua classificação baseada em sistemas de crenças bastante particulares, pois o que é incômodo ou não depende do observador. Chegamos então na